quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Séries: Breaking Bad

Essa nova maneira de pensar TV nos EUA (com idéias mais originais e ousadas, atores e diretores talentosos e com certa ‘experiência) vem rendendo bons frutos, e acredito que um dos que mais tem me chamado atenção ultimamente é esta série ‘’Breaking Bad’’. Produzida pela rede AMC (a mesma de ‘’Mad Man’’ e da futura ‘’The Walking Dead’’) e criada por Vince Gilligan (produtor de ‘’Arquivo-X’’), a série representa o que melhor está sendo feito pelas emissoras americanas em termos de roteiro, direção e atuação.

Acredito que existam muitas pessoas que gosta de ‘’Família Soprano’’ e que entendam que ela talvez tenha definido um padrão de qualidade em termos de séries que nenhuma outra que veio depois conseguiu ultrapassar, mas acredito que ‘’Breaking Bad’’ é algo que possa fazer isso. Já se passaram 3 temporadas (o criador Gilligan disse que quer fazer apenas mais uma) e nenhuma parece ser pior do que a outra. Todas as temporadas manteram o pique, com alguns episódios que com certeza podem rivalizar em termos de qualidade com os melhores da série de Tony Soprano.


E não apenas por ser ousada, mas também por que não é difícil se imaginar na situação em que Walter White se encontra. Ele é o típico homem de família, tem um potencial enorme mas está preso num emprego ruim numa escola no Novo México e então descobre que está com cancer no pulmão e lhe resta pouco tempo de vida. Decide então produzir metanfetamina com a ajuda de um ex-aluno seu, Jesse.

Ajuda o fato de que White é interpretado por Bryan Cranston, que viveu durante 6 anos o pai de Frankie Muniz em ‘’Malcolm in the Middle; Cranston é um ator talentossíssimo, que consegue expressar muito por um olhar ou uma mudança na postura (não atoa o ator ganhou o Emmy por atuação 3 anos seguidos). Ele tem boa química com Aaron Paul, aquele ator que você sabe que conhece de algum lugar, e a relação dos dois cresce bastante ao longo das três temporadas (o que é sempre bom de se ver, já que indica que os roteiristas estão preocupados em desenvolver não apenas a história mas também seus personagens).

Me chama a atenção também o cuidado com que toda a série é produzida. A trilha sonora é sempre inusitada, contando até com um episódio aberto por um trio mexicano com uma música* que recaptula acontecimentos anteriores. E a direção de fotografia (acredito que a maioria dos episódios foi fotograda por um sujeito chamado Michael Slovis) é bastante inspirada (escolhi alguns caps da terceira temporada que achei interessantes para ilustrar esse exemplo e que estão espalhados pelo texto).

A primeira temporada me lembrou algo que os Irmãos Coen talvez tivessem imaginado mas, com o passar das temporadas e do tom cada vez mais pesado, não me surpreenderia se alguem como Abel Ferrara (cineasta de quem gosto muito, acho bom dizer) viesse a comandar um episódio. E eu acho que isso diz bastante sobre a qualidade desse soberbo trabalho da AMC.


Breaking Bad

Cotação: Excelente

A série é exibida pelo canal pago AXN toda terça às 21;00 hrs

2 comentários:

Anônimo disse...

Gu quero ver isso, adorei, beijos Fla

marlene disse...

Desculpe pelo comentário off-topic, mas a causa é boa:
Acontece amanhã, 8 de novembro, em toda a Rede Cinermark (428 salas dos 52 complexos) o XI Projeta Brasil Cinemark que exibirá as principais produções brasileiras lançadas entre novembro de 2009 e outubro de 2010. Os espectadores poderão assistir a filmes nacionais por apenas R$ 2. Entre os longas-metragens do XI Projeta Brasil estão títulos como ‘Tropa de elite 2’, ‘Nosso Lar’, ‘Chico Xavier’, ‘Sonhos Roubados’, ‘Xuxa em O Mistério de Feiurinha’ e ‘É proibido Fumar’. Ao todo, mais de 30 filmes estarão disponíveis para o espectador. A programação completa e demais informações você encontra no site do Projeta Brasil: http://www.cinemark.com.br/acao/projetabrasil.html. O vídeo está disponível para link ou download no YouTube: http://migre.me/23oOA